10.31.2006

Escorço

No meu 2º ou 3º ano de faculdade, na aula de desenho fizemos nus. Lembro-me do professor estar a falar do escorço*, de como esta é a posição mais difícil de desenhar. Porque o olho vê algo que o cérebro percepciona de forma diferente. Ou seja, se um pé estiver de frente e apenas conseguirmos ver uma ínfima parte da perna, ainda assim sabemos que a perna tem um certo cumprimento, logo a nossa pecepção visual é de uma perna de tamanho normal (e não daquela ínfima parte). É por isso que se torna difícil de desenhar: porque temos que ver só com os olhos, sem interferência do cérebro.

Isto aplica-se ao desenho, mas a verdade é a que tantas e tantas coisas se podia aplicar. Quantas vezes não obliteramos a realidade, enganados pelas nossas noções pré-formatadas, pelas nossas hormonas, pelo nosso cérebro, por nós próprios?
É o escorço, é o que é.


*arte de representar os objectos em proporções menores que a realidade; efeito de perspectiva, segundo a qual os objectos, vistos de frente, apresentam dimensões reduzidas ; (do priberam.)

1 comment:

pessoas com extremo bom gosto