11.17.2006

Eu

vejo nos gestos e formas de falar da minha filha como sou dura e impaciente com eles (as minhas amigas dizem que ela é uma fotocópia minha, não fisicamente mas nas atitudes). Eu tenho bem presente na minha cabeça que tipo de mãe gostava de ser (por incrível que pareça eu já a conheci, ela existe).
Eu não chego lá.

4 comments:

pal said...

já a conheceste em ti? já estiveste lá?
ou existe mesmo o tipo de que falas?

Clara said...

Não, conheço-a, não sou eu.

LP said...

Chegas sim!

Rita said...

Não tens que chegar. Basta seres tu, como és e como sabes ser.

pessoas com extremo bom gosto