11.03.2006

Às vezes penso que vai ser sempre assim

O dia todo com os nervos à flor da pele. O barulho do pião a cair no chão todo o dia, todos os dias. Os gritos, pulos, barulho do pião que se desmancha e de todas as coisas que atira para o chão.
A casa por arrumar todo o dia, todos os dias, tanta e tanta coisa para apanhar do chão.
As birras para sair de casa (e para entrar, e para todas as outras coisas).
Ela que começa a falar quando entra no carro e só se cala a dormir (nem sempre), um fluxo ininterrupto de palavras, impossível de acompanhar.
As noites interrompidas pelos dois, a enfiarem-se na minha cama à vez. As manhãs a começarem uma hora mais cedo porque ninguém consegue dormir (uns em cima dos outros).
48 horas de fim de semana que se resumem a 4 de descanso. Uma luxação no ombro, ou lá o que é, que dá dores horrorosas a mexer o braço (direito, claro).
Um exame para fazer até dia 24 (como?).
O dia todo a ouvir mãe, mãe , mãe, choramigos junto com o barulho do pião a cair no chão, os nervos à flor da pele.
Cansaço, falta de ar, falta de espaço, falta de paciência. Falta de mim.
Não vai ser sempre assim, pois não?

8 comments:

Sophie said...

Claro que não. Mas às vezes é. E aí parece que é para sempre.
:)

Bjs

100 nada said...

Não sei como é com dois, mas acho que não. E também acho que uma boa ideia era alguém que tomasse conta deles um bocado enquanto a mãe ia ver umas montras de sapatos e tal. :)

Beijos.

100 nada said...

Epá, mas de qualquer maneira, eu se fosse a ti fazia desaparecer a porra do pião!

Margarida Atheling said...

Não! Não vai!
E tu sabes disso! Mas a pressão é tão grande que se compreende que te sintas assim!
Mas não vai ser para sempre! E vai ser sempre a melhorar!

As melhoras e beijinhos!

Anonymous said...

Não sabendo como é ter dois (nem um sequer), concordo com a Cat: deita fora o pião! Isso não estraga o chão todo? E a sanidade mental, claro!
;))

Fitinha Azul said...

há alturas assim mais complicadas mas depois da tempestade vem a bonança;)
Muita paciência!
Beijocas

LP said...

Compreendo-te tão bem! Pensa que é só uma fase e passa. Comigo é a única forma de manter (alguma) sanidade mental. E acaba com o pião!

Rita said...

Antes o pião do que os sapatos de salto tamanho 24, toc-toc-toc-toc...
As minhas também gostam do pião mas agora, só na rua.
Não querida, não vai ser sempre assim, espero...

pessoas com extremo bom gosto