3.12.2007

48 horas

Este vai sair dolorosamente confuso, que é como o consigo escrever.

Foi muito bom (doce).
Mas não passou de uma despedida (amargo).

Certamente um dia será uma lembrança delicodoce, por agora é apenas uma grande confusão de sentimentos contraditórios.

Sigamos para bingo (de novo).

7 comments:

Miguel said...

É possível que o julgues confuso, mas está tão cheio de conteúdo que apetece reler vezes sem conta. É como um amor quente, entrelaçado e ronronante que mesmo não se vendo mostra muito mais do que o sexo explícito.

claudia said...

ui! ui! siga!

Margarida Atheling said...

A mim não me pareceu confuso.
Sentido. Mas não confuso.

Bjs!

said...

epa.
isso é que foi uma rapidinha ein !?
oops

clara said...

Bem, Zé se consideras 48 horas uma rapidinha, deves ser um homem de grande resistência...

said...

para nós, os tântricos, 48 horas nem um "aiii" é :)

catarina campos said...

(este gajo, o Zé...ca ganda lata, pá! :DDD)

pessoas com extremo bom gosto