10.01.2007

Às vezes penso que se escrever

sem parar sobre qualquer coisa que não me apetece carregar comigo ela eventualmente se soltará, como uma dor gritada, passa a doer menos, como uma dor chorada.
Outras vezes parece que não.

2 comments:

Margarida Atheling said...

Sinto exactamente assim.
Às vezes também chego a pensar que não. Mas acho mesmo que sim.
Uma dor gritada dói menos, sai um bocadinho de nós, agarrada a cada grito e a cada letra.

Bjs

Costinhas said...

mais uma a pensar o mesmo...

pessoas com extremo bom gosto