10.26.2009

Os pássaros são assustadores?

No sábado passado consegui obter esta imagem na Piazza Navona.
A extraordinária organização deste gigantesco bando de pássaros fez-me lembrar, por um momento, os outros pássaros, os "Pássaros" de Hitchcock.

11 comments:

ecila said...

Que foto fantástica!

Martim said...

Muito obrigado, ecila. De facto tirei várias. Era já lusco-fusco, mas as imagens ainda assim sairam boas. Santa Leica.

Sabina said...

Eu lembrei-me "desses" pássaros, assim que vi a foto, mesmo antes de ler o texto.

Excelente foto!

Martim said...

Thanks, Sabina

du said...

Que foto fenomenal!
Parabéns!

Clara said...

maravilhosa. está é a precisar de ajuste nos níveis. bjs.

Maria Inês said...

está linda!

Martim said...

Clara, tocaste num ponto importante. Há quem defenda que os ajustes nas fotos devem reduzir-se ao mínimo necessário. Uma espécie de ligação à imagem inicial, tal como a vimos. Eu sou um deles. Aliás, o tom escuro geral reproduz a força da cena original, quase já sem luz. Mas aceito a crítica de designer talentosa...mando-te uma cópia para ver como a farias. Beijo

Clara said...

:)

[eu ía fazer c esta, sou completamente contra essa teoria, isso é o mesmo do que dizer que uma pessoa n deve tomar banho nem cortar as unhas para ficar "ao natural"].

os teus olhos n vêm o mesmo que nenhuma máquina, ainda falta muito para chegarmos a essa tecnologia.

Luisa said...

Para quem não sabe, este é um dos espetáculos que Roma oferece ao fim da tarde sobretudo no outono e no inverno. É o regresso dos pássaros, que durante o dia foram para o campo, à cidade para passarem a noite. A primeira vez que vi também lembrei do Hitchcock. São impressionantes e hipnotisantes estas nuvens de pássaros (num sítio alto conseguem contar-se várias em simultaneo).
Obrigada por esta imagem da minha cidade predilecta!

margarida said...

A foto está fantástica, mas a mim faz lembrar o bando de estorninhos d' "A Jangada de Pedra" de Saramago, é exactamente assim que os imagino!

pessoas com extremo bom gosto