2.13.2008

Post para o comendador

A mala caiu no chão com um baque surdo enquanto Clara se atirou para a poltrona do quarto. Sentia-se exausta das muitas horas de voo, com a cabeça a zumbir e a tentar processar as horas de jet lag. Entrara pelas traseiras para que George não se visse obrigado a abri-lhe a porta a meio da noite e agora olhava para o pda, hesitante entre a ânsia de ver as mensagens recebidas e o cansaço. Não seriam muitas pois Stefan, o PA, já as teria filtrado devidamente. Levantou-se e foi buscar o aparelho. Estavam apenas as mensagens pessoais, convites para galas de angariação, o aniversário de um amigo, nada de muito interessante. Parou para pensar na resposta ao convite de Richard para passar uns dias na sua ilha, por um momento imaginou-se na praia, no meio do mar quente, deitada sobre a areia com os pensamentos a derreter ao sol. Um convite para jantar de um embaixador qualquer, viúvo e charmoso. A tudo isso responderia amanhã, agradecendo, declinando amavelmente (pelo menos o mais amavelmente que Stefan conseguisse). A operação na Serra Leoa correra bem, tinha entregue vacinas e alimentos ao departamento da sua fundação sediado no local, louvara a madre encarregue do departamento, uma freira pequenina e enérgica de 60 e muitos anos, pelo excelente trabalho. E agora, com a cabeça finalmente livre (pelo menos até daí a 3 dias, quando viajaria para a Índia) via-se a invejar o espírito da madre, certamente ela não sentiria essa solidão imensa mesmo no meio de um ror de gente conhecida. Ela não teria atormentantes memórias de uns dias passados em Paris com alguém que finalmente tinha feito cessar essa solidão. O Comendador era seguramente um homem difícil de esquecer.
Clara sentou-se na cama e ligou o laptop. Calmamente escreveu um post no seu blog, Conto de Fuga. Gostava daquele espaço onde podia por uns momentos ser uma pessoa normal com uma vida normal. Gostava de saber que algures no mundo alguém a imaginava muito banal e por vezes gostavam de ler a sua vida banalmente imaginada. Quase sempre Clara achava que aquele blog era o que a mantinha em contacto com o mundo real e não a deixava desligar-se por completo.

7 comments:

Varanda said...
This comment has been removed by the author.
Pedro said...

... então és tu que apareces no novo anúncio da Louis Vuitton (vê blog)!!!! lololol... para a semana? marcamos um encontro no Palazzo Té, em Mantova, Itália? Martini no jardim?

Otium said...

... o Pedro é o Otium... lolol... por alguma razão fiquei nu...

Clara said...

lol, sou eu? Apanharam-me? Já não há privacidade...
Não ficaste nada nu, esse perfil não dá acesso a nada...marcamos. Ou ao cinema?
Bjs

Comendador Antunes de Burnay said...

Clara, em verdade lhe digo que me emocionou até às lágrimas. Nós, Comendadores, somos uns sensíveis...

(Obrigado...)

Otium said...

... para a semana! cinema parece-me óptimo... escolhes o filme? :)

Clara said...

Sim, para a semana, mas é melhor escolheres tu.

pessoas com extremo bom gosto