12.03.2008

Resposta ao comentário de uns 4 posts abaixo

[...]o anão do sarko vem da linhagem do bonapartismo gaulês. querem, podem e mandam. logo, o que o tornou "sexy", tanto quanto um gajo que só lê a bola poderá averiguar, foi, justamente, o casamento com a carla. a partir desse momento, a sua alcunha de "presidente bling bling", com que a inefável imprensa francesa o apelidava, elidiu-se nas brumas da sobriedade que a senhora bruni lhe impôs. até politicamente. senão, vejamos: aquela coisa de ser o enfant terrible da europa, qual mexilhão que mexe em tudo, abrandou, e passou a uma liderança mais sofisticada e, presumo, eficaz.o ponto de viragem terá sido a faustosa viagem do casal presidencial à old britannia, onde a madame bruni-sarkozy exibiu uns elegantíssimos vestidos e sapatos prada e afins. (mas que digo eu, não percebo nada de traparia)[...]

O anão Sarko representa aquilo que vocês homens gostam de ver em vós próprios, valida o conceito "os homens não se querem bonitos" ou "importante é a conversa, desde que eu tenha conversa conquisto qualquer uma, mesmo uma top model italiana". Ora lamento, mas não é bem assim. Parem de olhar para ele como se fosse o salvador da pátria, o homem é um palhaço, acontece que até alguns palhaços têm sorte.

[...]o bourbon é um tótó. percebo tanto o encanto do príncipe como o poder sedutor que atribuem ao santana lopes [...]

Acredito que seja um totó, mas é um totó giro, com charme. Não há melhor.
O Santana está mais para Sarkozy do que para Filipe: palhaços com a mania que têm piada (pelo Sarko não posso falar, mas já almocei ao lado do Santana e tive o desprazer de reparar que para além de palhaço é babão. E essa é a espécie mais rastejante de homem que pode haver).

[...]o amado é um beto, com penteado à f****, com uma política de xoninhas e de acocoramento face às mais atrozes ditadurazecas do planeta - há quem lhe chame realpolitik[...]

Trasanda a charme esse homem. Como político, parece realmente estar-se um bocado nas tintas. Mas quem não estaria com o governo que temos (e com o chefe de governo que temos).

[...]o passos, terá a sua graça. tem imagem e, sobretudo, voz. um timbre de tenor, que, se se rodear das pessoas certas, o podem levar longe. talvez se não exibisse uma pose tão institucional, apenas ligeiramente, colhesse mais resultados.[...]
o nuno melo não percebo. no fundo, no fundo, obama rules.

Também não posso explicar o Nuno Melo, é giro. Vamos dar esta por empate com a Diana Chaves: para mim é uma miúda com arzinho de sopeira, para vocês é uma tipa toda boa que entra nas novelas e usa vestidos por onde se pode, eventualmente, espreitar a lingerie.
Os americanos parece que também acharam que o Obama rules. Veremos.

17 comments:

joão amaro correia said...

ora bem. vejamos.
os homens não se querem a cheirar a cavalo. o sarko pode não ser uma estampa, mas, antes do estampamento, presumo que o que as gajas queiram é um "macho adulto branco sempre no comando" - parafraseando o caetano veloso (olha, cá está, outro de exemplo de um tipo terrivelmente feio mas que é bonito) - se bem que agora o macho branco seja preto, na américa, contudo, proveniente da cultura "branca" de harvard. e nisso aí, o sarko transmite bem a ideia de saber o que quer, quando quer, onde quer, para quando quer. lamentamos, mas o nosso "pedro", gelatinoso, será tudo, menos isso - é o sentimento, senhores, o sentimento, tudo é sentimento e emoção.

charme no príncepe das astúrias?! onde? aquilo é um pãozinho sem sal.
só se for na letizia, mas com mais uns quilitos em cima.

admito que o amado tresande a charme. mas só à mesa do conselho de ministros. dado o espectáculo que nos é dado a ver semanalmente. (e o pedro silva marques? a aia do sócrates? não é giro? com aqueles olhinhos de choro mas de quem está a mentir com todos os dentes?)

concordamos: a diana chaves é uma pita com ar de sopeira - com mamas de plástico. tal como todas as cláudias vieiras, ritas pereiras e afins. sopeiras.

e se o obama não rular para os americanos acho que podemos dizer que estamos todos bem f*****, dado o panorama internacional.


j

joão amaro correia said...

http://www.youtube.com/watch?v=6i7r3wn8ICw

Clara said...

Eu não digo?
"macho adulto branco sempre no comando"???? Isso é realmente o que vocês acham que nós queremos...só as mulheres com fraca auto estima é que têm essa fantasia. Estão com sorte, porém, há muitas, imensas assim.

joão amaro correia said...

pense bem, pense bem. isto é by the books.

j

Maria Inês said...

Essa dos feio bonitos apenas resulta numa minoria, estou por exemplo a lembrar-me do sean penn. O que se quer é mesmo tudo: giro, with brains, e uma série de outros requisitos que davam para encher esta caixa de comentários. Mas isto sou eu, que sou tida como exigente no que toca aos males.
Mas querida clara, ainda que concordando com o amado e o passos, o felipe é que não... Ou então sou eu que não sou dada a realezas.

Clara said...

O Sean Penn? Mas é giríssimo!
Um feio-bonito seria um Malkovich ou um Nicholas Cage (a este último não acho piadinha nenhuma, o Malkovich ainda vá - com menos uns aninhos em cima).

joão amaro correia said...

o penn é lindo em qualquer país do mundo. o cage é pavoroso (talvez seja bonito por dentro).

j

aNa said...

"uma miúdda com arzinho de sopeira" - concordo em absoluto.
a rapariga não tem ponta por onde se lhe pegue.
beijo, clara, e ainda bem que reabriste os comentários :)

nat said...

o que a Bruni viu no sarko foi aquilo que se chama dinheiro e prestigio. Além de que assim garantiu o que de melhor há para o filho. Essa é a verdade, ela nao viu o sarko. Ele podia ser aquilo que fosse, desde o baixinho feio ao alto bonitao, seria indiferente, porque ela nem o viu...
qual macho branco no comando qual que, ele até podia ser cor-de-rosa às pintas (se calhar até é)

Clara said...

nat, achas q ela precisava de mais dinheiro e mais prestígio? (eu gosto de imaginar estas tipas auto suficientes, mas talvez seja estúpido da minha parte).

joão amaro correia said...

acho esse comentário, da nat, tão cínicooooooooo. (mas isto sou eu que acho que a bruni pode ser a jacky da europa, além de que o último disco dela é bom).

j

joão amaro correia said...

e gajas?
gajas na política?
não concurso?


j

Clara said...

Tens um blog teu.
Achas q me vou pôr aqui a apreciar tipas? Quero cá bem saber...

nat said...

Clara, imagina-las autosuficientes até imagino e acho a musica dela fixe, mas continuo também a achar que ela nem o viu ;-)

joão amaro correia said...

não é preciso ver. basta apalpar.
oh pá, o meu blog não é para estas pouca vergonhas.
gostava de apreciar a madeleine albright, a odete comuna (viste ontem a figura miserável e mal educada que fez na sic-n?!?!?), a joana amaral dias (falta-lhe rabo, mas quando ela aparece na pç das flores com as mamas penduradas num wonderbra, oh céus), e por aí a fora.

j

Clara said...

Não vejo televisão, como sabes (só panda e o Project Runway).

Nada me parece tão desinteressante como debater as mamas da Joana Amaral Dias ou a Albright, deixa lá isso.

Anonymous said...

Very nicce!

pessoas com extremo bom gosto