12.17.2009

richter

ainda mais vantagens de viver sozinho: é verdade que a cidade tremeu mas eu estava a dormir e ninguém para me acordar "olha, está a acontecer um tremor de terra neste momento" [e li vários testemunhos de pessoas a quem aconteceu isto].

[para o martim]

4 comments:

Luna said...

Ontem, enquanto lia o Martim, pensava (na minha cabeça vocês são um nadica mais velhos - ou seja, 5 anos, que o facebook nao engana): mas só agora ele sabe isto, que é o que eu vivo há tantos anos e sempre vivi... E depois pensei que é triste sina (ou não) d@s etern@s solitári@s, que nunca se habituaram a diferente, e para quem estar só é a forma normal de estar e não o contrário.
Não estava em Lisboa, mas estando, seria assim.

Martim said...

Eheh, Clara. De facto a vantagem de estar sozinho é seracordado em primeira mão pelo próprio terramoto, sem qualquer mediação.

Luna: tocas num ponto importante. De facto só se aprecia o estado "sozinho, mesmo sozinho" se ele não for o estado duradouro. Se for uma transição. Uma espécie de purificação. Se quiseres, uma espécie de esfoliação da alma, antes de receber um novo bálsamo. Não advogo nada a solidão. Não há como um envolvimento estimulante.

Xana said...

Eu acordei com o meu filho, um sms e um estrondo de coisas a partir.

Mariana & Roberta said...

Eu também não senti nada...

pessoas com extremo bom gosto