1.07.2008

É incrível



como as coisas, as pessoas, se juntam de forma que parecendo espontânea e natural não passa de um choque de afinidades, da mesma língua instintiva falada a duas vozes. Para quem está de fora, assistir a esse espectáculo é como ver um acidente a acontecer em câmara lenta. Como se algo de tão previsível e animalesco não pudesse deixar de acontecer.

4 comments:

pal said...

mas gostaste do filme?
eu odiei...

mas amei o homónimo que mais reentemente ganhou o óscar de melhor filme e tudo. aquele sobre o racismo.

Clara said...

É ligeiramente pervertido sim, não gostei muito. Não sou fã do Cronenberg, i.e., não desgosto mas também não adoro...
O outro não vi.

Clara said...

ah, espera, o post não era sobre o filme, de todo.

Kelly said...

Fui ver naltura impulsionada pelo realizador que adoro e a crítica ser muito boa mas estou com a PAL, detestei o filme. Já o outro com a Sandra Bullock adorei. Mas apesar de tudo ambos retratam realidades com uma admirável lucidez.

pessoas com extremo bom gosto