1.19.2008

Tenho um dia

inteiro para mim. Se calhar quem ler isto não acha nada de especial, um dia. Um dia inteiro. Só para mim. Muitas horas sem nada agarrado a elas, nenhum compromisso definido. Tantas horas que me perco nelas, fazendo planos para as gastar, atarantada com a imensidão de minutos disponíveis à frente, tão perdida que gastei já quase meio dia só a planear o que fazer com o resto do tempo.

1 comment:

said...

então o que estás tu a fazer 'aqui'? já embora lá para fora pentear o sol!

pessoas com extremo bom gosto