1.20.2009

A cair da tripeça

Quando eu andava no liceu as notas saíam e eram afixadas no vidro da porta principal. Quando eu andava na faculdade as notas saíam e eram afixadas na vitrine da entrada. Não as recebia por mail. Não tinha documentos partilhados num servidor qualquer. E aprendi a fazer plantas com um esquadro, um T, canetas rotring 0.75, 0.5, 0.25 e 0.15 (para cotas). Pessoas com menos de 30 anos, não imaginam o que isto é, certo? Não sabem o que perdem. (a 0.15 é a melhor, depois de uns 20 bicos partidos, é o domínio total do homem - mulher neste caso particular - sobre a rotring).

9 comments:

Mãe da malta said...

Não sou da área, mas tive uma Rotring 0.75, a melhor lapiseira.

sonia said...

rotring o.15... punha-as de molho em agua quente para desentupir a ponta,acho que nao resultava! e o raspar dos erros com uma lamina da gilette?

Clara said...

mãe da malta, lapiseira boa era a rotring de 3 bicos, conforme o lado para onde estava virada dava a mina de 0.25, 0.50 ou 0.7. Preta em aço, linda (dei à minha filha, não sei dela...)

Sónia, as minhas era horas debaixo da torneira de água quente. A gillete, claro, andava a pedi-las ao meu avô (nunca percebi como faziam a barba com aquilo).
Lembro-me das cores das canetas todas!

Di Napoli said...

Ainda tenho a caixa das minhas Rotring, ali bem guardadinha. Tinha uma 0.25, uma 0.35, uma 0.5 e uma 0.7, e um adaptador para o compasso - que recebia apenas a parte da frente das canetas.

E as "guerras" que tínhamos para as domar, nas folhas A4 ou A3 - de papel cavalinho - nos trabalhos de GD, ou de TD?...

Acho que usava um x-acto para as apagadelas... E uma borracha daquelas meio branca, meio amarela, tb da Rotring, própria para lápis e tinta da china!... Lembras-te?

Espectáculo. :)

(Do que tu me foste lembrar...!)

Clara said...

hum...GD? Geometria descritiva? TD??? Eu só tive na faculdade (GD) e tinha era Desenho Técnico, Arquitectura, AI...
Em geometria era tudo a lapiseira, e as canetas só usava em papel vegetal (não esquisso, vegetal mesmo). Essa borracha amarela é a pior invenção da rotring, borra tudo.

Gata das Botas said...

A borracha amarela é para canetas de acetato... ;)

[nostalgia...]

Corine said...

hahahahahaha...de facto, que desepero...e aquela coisa de fibra de vidro para apagar?? supostamente uma inovação às lâminas...ui, ui...aqueles fiapos infimos espetados em toda a superficie das mãos, bracinhos até..

acho que ainda hoje tenho um ponto tatuado feito com um desses malditos bicos..

Clara said...

N cheguei a usar isso...entendia-me bem com as lâminas (desde que o vegetal fosse bem grosso).

Como chamávamos à prof. de Desenho Técnico??? Não me consigo lembrar.

DeBosch said...

Ui... e uma vez que para desentupir as rotrings eu tive a brilhante ideia de as deixar mergulhadas em acetona e, quando fui ver, tinha uma papa viscosa, na qual só se salvaram as peças metálicas!
E quando elas rebolavam do estirador e ficavam espetadas como dardos no soalho de madeira, principalmente as 0.15 as mais fininhas (e caras) que eram as que espetavam melhor. :P
E quando as tínhamos de agitar para ver se a tinta vinha e caíam grandes borrões no projecto e lá tinha que vir a lâminda de barbear...

Sabem que mais... não tenho saudades nenhumas. LOL

pessoas com extremo bom gosto