10.08.2010

Inquietação

Se um francês é um italiano mal humorado, como dizia Cocteau, então um português será talvez um espanhol melodramático. Um Espanhol sem cañas e olés!, sempre a carregar de negro as coisas. Um espanhol que transporta nestes dias um fardozinho especial, mais pesado que a Espanha. Irra, que não há um jornal com uma boa notícia. Só dramas. Parece que vivemos na pequena aldeia gaulesa das desventura, rodeada de mundo perseverante por todos os lados. Mas já estamos habituados. Pudera. Mesmo se exageramos no discurso, lá dentro, lá no fundo, é muito nosso não sermos muito alegres nem muitos tristes. Brandos costumes, brandos sentires. E hoje, dois zero à Dinamarca.

3 comments:

joão amaro correia said...

regresso à bloga em tempo de vacas cadavéricas?
abraço

Martim said...

Convite irrecusável da beleza residente. Abraço, João.

Clara said...

ai que bom! de volta :))

pessoas com extremo bom gosto