4.25.2008

Da isenção

Aproveitando-se da omissão legal sobre o sexo do chefe de família, Carolina Beatriz Ângelo - médica, viúva e mãe de duas crianças - faz prevalecer a sua condição de chefe de família para depositar o seu voto nas eleições para a Assembleia Constitucional de 1910. Em consequência, a lei foi modificada de forma a estabelecer claramente que só os homens podem exercer o direito de voto. Em 1931 o direito de voto é concedido às mulheres com o ensino secundário concluído. Os homens podiam votar desde que soubessem ler e escrever. Em 1946 as restrições ao direito de voto das mulheres são diminuídas, mas só são completamente eliminadas em 1974. Comemora-se este ano o trigésimo aniversário da revisão do Código Civil que assumiu que os dois cônjuges gozam de direitos iguais.
As mulheres conseguiram agora uma igualdade ainda imperfeita. Começam mesmo a ser a maioria em alguns sectores importantes, como por exemplo a Universidade. Não estão porém seguras de ter feito um bom negócio. Trabalham tanto como os homens fora de casa, continuando uma boa parte delas a desempenhar o grosso das tarefas domésticas. Os casos de depressão multiplicam-se. Suspeitam que foram enganadas. Uma vez por outra usam o seu novo poder, mais as manhas antigas, para se vingarem dos preguiçosos que as exploram. Ou limitam-se a pô-los na rua.


(mas depois são obrigadas a ir pedinchar aos irmãos e aos irmãos das amigas que lhes mudem os pneus).

2 comments:

corine said...

ai...nada disso minha cara. Essa não é de todo a realidade.
Também, seja no caso de quem precisa da eterna ajuda para perceber como se muda um pneu ou de quem acaba a trabalhar o dobro. Mas esse passo era necessário, ainda que num pais de 'brandos costumes', é bom confirmar que a questão da vida do casal é partilhada,assim como a escolaridade, a paternidade, a maternidade, a responsabilidade....enfim.

Eu não vejo com esse péssimismo.

Clara said...

O teu ex marido partilha? É que o meu partilha um total de 48 horas mensais dos filhos que são tanto dele como meus. "Partilha" aqui é um eufemismo.

pessoas com extremo bom gosto