9.21.2007

Vícios

Não contente com o facto de ter passado as noites em branco a vomitar desde 6ª, o meu aspirante a actor conseguiu cometer a proeza de perder todas as chuchas. Mais uma noite maravilhosa e uma manhã intensa entre muitos "ai, eu não aguento sem chucha!" e pontapés à irmã (da ressaca) pelo menos até às 9 da manhã, quando a farmácia abriu. A capacidade dramática desta criança é impressionante, se o deixo na escola 2 horas, quando chego "a escola foi horrível mãe, tive tantas saudades tuas!", se anda mais do que da porta para o carro ou do carro para a porta "ai, eu não aguento mais, estou cansado, pega-me ao colo", se vai a uma consulta "este médico é óptimo, mãe, o outro era uma seca!".
Permito-lhe todos os vícios, do biberon à chucha para evitar os dramas para os quais me falta tanta paciência, e depois penso, se há homens feitos que se debatem com vícios, porque não há-de ele aos três anos os ter?

6 comments:

LP said...

Quando o meu filho mais velho deitou as chuchas no lixo (e foi só aos 4 anos e meio) deu-me uma grande lição. Já não consigo acender cigarros sem pensar nisso.

said...

pior que ter um vício é tropeçar permanentemente no lugar que ele em nós ocupava sem saber o que dele fazer

(tornei-me um especialista de 'desagarranços' ein? um bocado piegas ainda assim, reconheço)

Clara said...

dás workshops a miudos de 3 anos, zé?

eufigenio@hotmail.com said...

claro clara, mas não tenho o CAP em chuchas

Clara said...

lol, vê lá se vais tirar então, é um nicho de mercado fantástico.

AA said...

:)

pessoas com extremo bom gosto