6.27.2007

Certos

casais e famílias causam-me tédio só de os olhar. É impossível que eles próprios não se sintam entediados no meio daquilo.
Que sirva de alguma coisa, a instabilidade em que vivemos mergulhados os três.

Os piores foram um casal de meia idade (já foi há anos e a impressão que aquilo me causou foi tanta que me lembro perfeitamente, quando o normal é não me lembrar de nada) que vi em férias. Sentaram-se numa mesa perto da minha num restaurante, sem falarem. Jantaram sem trocar uma palavra nem um olhar, ficaram sentados depois do jantar sem um som entre eles. E poderia pensar que tinham discutido ou algo assim, mas de facto o tédio que transparecia daquilo era tanto que se via perfeitamente era que não tinham nada para dizer um ao outro.

6 comments:

claudia said...

Por outro lado, clara, há aqueles casais que não abrem a boca o tempo todo, ou fazem-no pontualmente, mas que transpiram uma cumplicidade enorme, que comunicam por telepatia, ou coisa do genero!! Eu invejo esse tipo de cumplicidade!!

Mas eu entendo ao que te referes, e é muito mais vulgar esses do que os que eu refiro!!

Clara said...

eu cá também me aborreço com facilidade, é um facto.

claudia said...

E aqueles que à mesa do restaurante, está a mulher a cuidar das birras dos filhos e o pai o tempo todo a "brincar" com o telemóvel ou à olhar à espera que ele toque?

Miguel said...

Ainda lhes encontro mais a imagem da derrota do que do tédio.
É muito mau, mesmo

Rita said...

Há tanta gente assim! A mim apetece-me sempre perguntar o que é que estão "ali" a fzer

Clara said...

Rita, também me apetece, mas no fundo até sabemos a resposta a isso...

pessoas com extremo bom gosto