6.22.2007

Tenho uma amiga

que mede o nível de expressão verbal das interlocutoras pelo número de vezes que estas começam um diálogo com a frase "eu sou sincera".
Na verdade não faz absolutamente sentido nenhum esta frase, se alguém pretender mentir não vai afirmar "eu sou insincera" ou "eu vou mentir agora um bocadinho". Ou dizer como o meu pai "minto" quando se engana (e a seguir corrige com a verdade).
Tenho a impressão de que estas linhas não se coadunam lá muito bem com aquilo que quero escrever neste post mas agora que aqui estou também não vou voltar para trás.
Quando escrevemos não utilizamos as mesmas expressões nem sequer as mesmas palavras do que quando falamos. Assim é desejável, pelo menos, pois na expressão oral há entoações, palavras que são comidas ou omitidas, gestos que substituem frases inteiras, coisa que na escrita não conseguimos fazer. Foi por isso que alguém (quem terá sido?) inventou o uso dos sinais de expressão - ;) :) :P :D :S - tratando-se de linguagem escrita mas de uso instantâneo como em chats e instant messegers, surgiu a necessidade de pontuar a escrita com expressões substituindo os gestos, uma espécie de mixórdia entre a linguagem escrita e oral.
Ora bem, eu (talvez por ter demasiado respeito à escrita, não à minha, à geral) não simpatizo particularmente com estes bonecos, smiles ou lá o que é. Parecem-me infantis e lembram-me o messenger da minha filha, com tantos bonecos a piscar que se torna custosa tarefa ler um simples "olá" (provavelmente será um panda a acenar ou coisa parecida).
Ou seja, presto-me a ser mal entendida (e sou-o muitas vezes) por falar em tom irónico e não colocar o ;) ou :P. Parece-me pequeno risco a correr quando comparado com a descaracterização da escrita como a conhecemos (e custa-me imaginar as formas que adquirirão os conteúdos escritos no futuro, mas se calhar já haveria quem dissesse o mesmo quando se tornou comum o uso de fotografias).

13 comments:

Miguel said...

Eu creio que dependo do veículo da escrita.
Se não faz de todo sentido, encontrar os smiles e demais símbolos em livros, jornais, em "posts" mais sérios, não encontro um motivo forte para que se não use noutros "modernos" meios.
Vejamos, os símbolos tentam como dizes, substituir palavras, rases ou conceitos. É norma ver um senhor de chapeu(!!!) na porta da casa de banho dos homens. Esta nova forma de comunicação da qual os programas de i.messaging são o expoente quase obriga a sua utilização, para evitar o risco de más interpretações. Uma frase seguida do dito ";-)" pode ter um sentido diferente do que se poderia extraír na sua ausencia. É mais um sinal dos tempos.. em que o próprio tempo, a velocidade da comunicação nos obrigam a cedências em prol da global "linguagem humana".

Mas lá que o futuro, neste campo é de temer, lá isso é, olarila!

;-)

Clara said...

sim, eu não estou a criticar quem o faz, sei que é por uma questão de substituição, estou somente a dizer porque é que eu não o faço.

Leão da Lezíria said...

Clara, até que enfim que encontro quem partilhe desta minha opinião (aliás, gostaria de ter sido eu a escrever este post). E a questão é que os "piscar de olho" ou os "sorrisos" ou outros sinais gráficos acabam por tirar o "glamour" da escrita, da ironia, acabam por dar a solução para uma descodificação da mensagem que se pretende que seja feita por pessoas inteligentes, dentro de um contexto. E os loll, que chatice...

Clara said...

Lol, Leão, ;)))))
:=9
:=S
;(
.P

(este último é zarolho)

Costinhas said...

Até te percebo melhor do que possas imaginar, e concordo totalmente com o miguel.

A verdade é que nisto dos blogs por exemplo, o que se extrai de um texto ou de um comentário é a ideia formada com uma leitura rápida. Ninguém lê um post ou comentário como quem lê um livro (e no caso de alguns posts é um verdadeiro desperdício porque são tão bons que se deveriam ler com a calma que merecem).

Por isso, os mal-entendidos são frequentes, e os bonequitos dão uma grande ajuda a evitá-los...

Enquanto no messenger e nos comentários faço um certo uso deles, nos posts raramente os incluo (e quando o faço é mesmo só para deixar claro o sentido de uma ideia em particular e evitar alguns mal-entendidos - mas que na verdade acabam por acontecer na mesma).

Além disso, como quase toda a gente usa estes símbolos, se porventura alguém não usa e deixa um comentário num tom que pode ser percebido de várias maneiras, não vão pressupor, à partida, o mais inocente/irónico mas sim o pior deles (mania de perseguição?!).

(mas confesso um certo carinho pelos lol - e agora apetecia-me por aqui um smile, mas não ponho)

said...

;)

Clara said...

costinhas, mas devias ter aproveitado para encher o teu comentário de smiles, neste podias. Eu cá já estou como os velhos, quem quiser entender entenda, quem não conseguir ou não quiser venha pedir explicação ou então...paciência. Até é uma forma de selecção (como diz o Leão).

Zé, :P

AA said...

cota!

Clara said...

aa, não é cota, é fluente na escrita, o que é bem diferente ;)

Margarida Atheling said...

Também não me agradam. Isso e as linguagem "codificada" das sms. Às segundas, ainda faço finca pé e resisto, aos primeiros nem por isso.

Acho que já disseram tudo o que penso.
Não gosto deles, não os uso em posts mas uso-os em outras ocasiões, porque se transformaram quase num código e tenho a sensação de que se não os usar, se não estiverem lá para indicar o tom em que estou a falar, posso ser mal entendida. O que pode acontecer na mesma, diga-se.

E depois, eles são usados na expressão escrita, é verdade, mas numa expressão escrita muito particular e imediatista.

Enfim... já que não os podes vencer... Sabes como é, não sabes?!

Clara said...

Margarida, e o que nos rimos ainda à conta daquele sms no sábado!

:)))))

Sou eu!! said...

São os sinais do tempo 'O-O'

Rakel

Margarida Atheling said...

Se rimos!! :D

pessoas com extremo bom gosto