6.27.2007

Quero escrever

aqui qualquer coisa, do hábito de o fazer sempre por esta hora e não me saem palavras. Chafurdo nos drafts, nada de publicável lá.
O meu processo de escrita é caótico como todos os pensamentos, aliás chamar escrita às coisas que aqui vou pondo sem qualquer ambição de escrever é obviamente sobreclassificá-las, quando me aparecem, as palavras formando textos na cabeça, tenho de as arrancar, despejá-las, deitá-las fora, sendo que a maior função aqui do coiso (blog ou lá o que é) é mesmo a de um imenso caixote do lixo.

Se tenho alguma facilidade em escrever devo-o apenas ao muito que li em criança e graças aos meus queridos paizinhos terem proibido a entrada de uma televisão lá em casa até eu ser quase adolescente. Claro que na altura isto me parecia abjecto, incompreensível, perfeitamente disparatado (e acabava por ver televisão todos os 5 dias da semana em casa dos meus avós), hoje já lido melhor com a coisa, provavelmente por ser parte do passado (muito, muito baixinho, até me parece que foi uma vantagem).

5 comments:

Anonymous said...

Finalmente, faz-se justiça!
Proud Mommy

Clara said...

Foi suficientemente baixo para nenhum dos pais ouvirem...

Miguel said...

Caixote do lixo?!!!
O "coiso" devia merecer mais respeito, francamente!!!!
;-)

patrícia said...

Caixote do lixo?!
Se consideras que escreves mal, quem é que dirias que escreve bem?

Alecrim said...

Estou com o Miguel: mais respeito pelo coiso!

pessoas com extremo bom gosto